O bom da cidade

Artigos e Dicas

Indicar um amigo
Destaque

Novo tratamento pode curar a Cárie sem nenhum tipo de preenchimento!

18/04/2018 - Bem-estar, cárie, remineralização do esmalte, peptídeos, dentes, tratamento, dentista, consultório

Cientistas inventaram um novo produto que pode estimular o esmalte do dente a crescer novamente.

E isso significa que nós podemos finalmente ter uma maneira de mudar o jeito de tratar as cáries!

Pesquisadores da Universidade de Washington desenvolveram um tratamento baseado em peptídeos - cadeias curtas de aminoácidos, unidos por uma ligação peptídica, que não são extensas o suficiente para serem consideradas proteínas completas.

Quando aplicadas em lesões dentais criadas artificialmente em laboratório, o produto remineralizou o esmalte dental, "curando" efetivamente a lesão.

"A remineralização guiada pelos peptídeos é uma alternativa saudável para a assistência odontológica atual, disse a cientista de materiais Mehmet Sarikaya.

O esmalte dental é produzido por um tipo de células chamadas ameloblastos. São essas células que secretam as proteínas que formam o esmalte enquanto o dente ainda está em formação.

Infelizmente, assim que o processo de formação do esmalte dental está completo e o dente erupciona na cavidade bucal, nossos ameloblastos morrem. Mas nós continuamos a perder o esmalte de nossos dentes durante toda a nossa vida.

"As bactérias metabolizam os açúcares e outros carboidratos fermentáveis no meio ambiente bucal e o ácido, como subproduto, irá desmineralizar o esmalte do dente", disse o pesquisador Samy Dogan.

Em pequenas áreas, nossos dentes podem ser remineralizados com a ajuda da saliva, uso de cremes dentais com flúor e consumo de água fluoretada. Mas quando há uma cavidade visível nos dentes, ela precisa ser tratada pelo dentista - o que sinifica o uso de brocas e uma restauração com material para preencher o "buraco".

Para desenvolver esse novo tratamento, os pesquisadores mudaram uma das proteínas produzidas pelos ameloblastos. Chamadas amelogeninas, essas proteínas tem um papel fundamental em controlar a formação do esmalte dental.

A equipe projetou peptídeos baseados nessa proteína e criou um tratamento com o peptídeo como ingrediente ativo. Aplicaram esse produto em lesões dentárias, em laboratório, e descobriram que ele ajudou a formar uma nova camada mineralizada nas áreas desmineralizadas, integrando-se ao esmalte que estava por baixo.
Eles também trataram lesões similares com flúor, mas só o tratamento com o peptídeo resultou em uma remineralização com uma camada relativamente grossa - semelhante a estrutura do esmalte saudável.

Testes ainda precisam ser realizados para ver se a solução de peptídeos funciona tão bem em esmaltes de dentes no seu meio natural como funcionaram nos dentes do laboratório.

E em cavidades mais profundas que alcançam a camada de dentina abaixo do esmalte, uma restauração ainda seria provavelmente necessária.

Mas os pesquisadores acreditam que esse produto poderá ser vendido como parte da rotina diária de cuidados bucais preventivos, em forma de pasta dental ou gel, para ajudar a minimizar os altos custos das idas ao dentista para tratar dessas cavidades rasas.

Essa pesquisa foi publicada no jornal ACS Biomaterials Science & Engineering Confira!

Fonte: https://www.saudecuriosa.com.br/novo-tratamento-pode-curar-a-carie-sem-nenhum-tipo-de-preenchimento/

Comentários
Nome
E-mail
Cód. verificador
9439
Comentário
Mais
Os 9 Sintomas de Depressão
Guia de empresas de Itatiaia, Resende e região!!!
Australiano se inspira nas belas paisagens do Itatiaia para fazer suas pinturas
Enquete Qual a sua série de TV favorita?